Trivialidades 146

Rafa

Posso estar enganada, mas estou convencida que o Nadal já se habituou a jogar com dores. Muitas.
a

5 comentários:

daniel disse...

Posso estar enganado ou o Federer, nem com um Nadal meio coxo, nem com vantagens gritantes em dois sets, consegue ganhar-lhe um jogo.

E agora, respirar fundo (muito fundo) e dar a mão à palmatória: enhorabuena, Rafa.

F disse...

So fico contente se isso se aplicar a um jogo em relva tambem. Um que seja. Umzinho...

Mas na final de Wimbledon!

:-)

[Estes teclados dao-me cabo da cabeca]

daniel disse...

Hei hei hei, eu estava a falar em terra batida! Em relva ele (ainda) consegue fechar sets (acho eu).

Mas podem sempre fazer um swap, o Rafa já disse que trocaria um Roland por um Wimbledon. Parece-me justo, duas finais perdidas para cada um, mais vale chegarem a acordo.

Fialhito disse...

O ténis do Fedex é suficiente para espetar um duplo 6-1 ao Nadal, até em terra batida, isso penso que já se percebeu nestes dois últimos confrontos (Monte Carlo, . Agora, o Roger quando sabe que o pode fazer bloqueia mentalmente, e mostra um problema parecido com o bipolarismo. Roger, o praticante de ténis que Deus idealizou para demonstrar o expoente máximo de um atleta com uma raquete na mão, até ao 6º jogo; Roger, o aprendiz que troca bolas ao Domingo de manhã com o Marcelo Rebelo de Sousa em Cascais, quando vê que só falta um jogo para vencer um set. Estou esperançoso que o Federer despeça o treinador de terra batida que ele tem e que contrate um Psiquiatra de créditos firmados para vencer Roland Garros.

Saudações!

daniel disse...

Concordo excepto com duas coisas:
1 - o praticante de ténis domingueiro com o "professor" surge, por vezes, quando falta apenas um ponto para fechar o set;
2 - ele deve manter o treinador, mesmo que contrate o psiqiatra: a estratégia de subir à rede está a resultar e era este tipo de plano de jogo claro e eficaz que ele nunca teve contra o Nadal em terra.